domingo, 4 de julho de 2010

UÍSQUE ou WHISKY?






Sempre gostei de bebidas, desde as mais leves ideiais para climas tropicais, quentes, até as mais fortes (strong) adequadas a climas mais temperados e frios. O uísque mais vendido no mundo é o Johnny Walker Black Label distribuido pela DIAGEO a maior empresa de bebidas do mundo, que também distribui o Dimple, diversos licores, e vodkas russas e polonesas. Bom até aí nenhuma novidade porque isto todo mundo sabe, o que pouca gente sabe é o que está por trás de um bom BLEND como o Black Label. Na composição do black são utilizados 28 diferentes Single Malt Whiskies que vai desde um Cardhu com 12 anos de envelhecimento até um oban, ou lagavulin com 16 anos de envelhecimento. Todos grandes puro maltes de tradicionais destilarias escocesas que apreciados separadamente dão uma experiência inigualável ao degustador. Para que gosta de um malte encorpado nada melhor do que um single malt, e a variedade é incrível:
Em primeiro lugar temos os uísques da terras altas das escócia, os Highlands com sabor e paladar característicos, de várias marcas, destilarias e diversos lotes de envelhecimento, depois os maltes das terras baixas - os Lowlands e como não poderia deixar de ser, os Islay - das ilhas - já que a escócia pertence ao Reino Unido da Grã Bretanha e tem em seu entorno uma malha de pequenas ilhas. Vale a pena explorar cada uma destas maravilhas, uísque escocês tem a vantagem de respeitadas as indiosincrasias de paladar de cada bebedor, serem todos muito bons. É diferente de vinho, uísque legítimo da escócia é sempre bom, seja ele um blend ou um single, seja ele pouco ou muito envelhecido, seja ele de que região escócia for. Os escoceses não decepcionam. A eles todo meu respeito e admiração, pois são únicos naquilo que produzem, a bebida dourada mais cobiçada do planeta. Chears, Salute, Salud, peraí que falei tanto que vou tomar uma pra limpar a garganta, hehehehe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário